O kibe nosso de cada dia



Diz a lenda que "kibar", mais um verbo especifico nascido nos meios internéticos que significa copiar ou plagiar, é derivado do blog do "Kibe Loco" de Antonio Tabet, famoso entre os blogueiros por publicar conteúdo de outros sites sem citar a fonte, assumindo a autoria como se fosse própria. Esse termo tomou proporções dantescas com o advento das redes sociais onde tudo é mais acessível e se multiplica com maior intensidade e velocidade.

A internet possibilitou realidades que ainda não encontraram enquadramento jurídico adequado para cada caso e a legislação e a burocrática justiça brasileira não conseguiram acompanhar a velocidade da internet e, principalmente, das redes sociais. Tudo no Brasil é muito difícil, burocrático, demorado e caro, portanto criou-se uma cultura de não fazer valer seus direitos. E com isso, alguns argumentos falaciosos como "caiu na rede é peixe" ou "internet é terra de ninguém". Mas apesar de não existirem leis específicas para todos os casos que ocorram dentro do ambiente cibernético, a maioria esmagadora das leis pode sim, e é, aplicada nos meios digitais.

Publicidade

Época Cosméticos_Beauty OFF

Publicidade

Últimas publicações

Publicidade

Leia também

Minhas contribuições em outras publicações

Tecnologia do Blogger.

Facebook

Meu Spotify (Vida de DJ)

Publicidade

Publicidade

Estatísticas

DMCA.com Protection Status

I heart FeedBurner